10.07.2018

ASAN e GUY CARPENTER formam seguradoras em práticas de resseguro

Cerca de 70 técnicos de seguros beneficiaram durante dois dias de formação sobre as diferentes modalidades e tipologias do resseguro

 

Luanda, 20 de Junho – Com o objectivo de proporcionar uma visão alargada do Resseguro e da importância do mesmo para as empresas seguradoras, a ASAN – Associação de seguradoras de Angola em parceria com o Corretor de Resseguro GUY CARPENTER, realizou nos dias 18 e 19 de Junho uma acção de formação sobre Práticas de Resseguro.

 

A formação contou com a participação de cerca de 70 pessoas, onde foram abordadas as técnicas de resseguro que permitem que as seguradoras mitiguem riscos que ultrapassam as suas capacidades e que podem provocar desequilíbrios nas suas carteiras.

 

Com esta acção, a ASAN “cria condições para potenciar o conhecimento dos quadros das seguradoras angolanas e deste modo aumentar a autonomia, a capacidade de avaliação e de decisão dentro das próprias organizações”, afirma o seu responsável José Correia de Araújo.

 

Para Pedro Gonçalves, formador e responsável pela GUY CARPENTER para os mercados de Angola, de Cabo Verde e de Portugal, a formação teve um balanço positivo e ressalta que a adesão do mercado a esta iniciativa antevia uma jornada intensa de partilha de conhecimentos e de experiências.

 

“Ter a participar quadros da grande maioria das empresas angolanas de seguros, de áreas distintas dentro das organizações, promoveu uma troca de ideias e experiências que a todos beneficiou. Creio termos conseguido ao longo destes dois diasproporcionar um ambiente que permitiu alcançar com sucesso os objectivos a que nos propusemos: dar a conhecer melhor e a entender como funciona o resseguro, nas suas diferentes modalidades e tipologias”, explicou Pedro Gonçalves.

 

Para o formador o mercado segurador angolano apresenta-se como um sector dinâmico e ainda bastante jovem, e “apesar do actual contexto económico o mercado foi conseguindo crescer não só em volume de prémios como em número de companhias”.